Pesquise neste Portal

Receba no E-mail

Arquivo de Posts

COM FILHOS PELO MUNDO

COM FILHOS EM...

Matérias RecentesO que há de mais novo no Portal

New York Yakees: assistindo a um jogo de baseball com bebê

Estádio dos New York Yankees, Bronx, NY
Um dos nossos programas favoritos quando vamos aos Estados Unidos é assistir a alguma partida esportiva. Já vimos futebol americano, baseball, hockey, basquete... É que os americanos curtem muito esses esportes e torcem pelos times locais com muita paixão. Os estádios são muito bacanas, com uma super estrutura. Os eventos são organizados e muito animados. Câmera do beijo, homenagens a antigos jogadores e veteranos de guerra, brincadeiras com a plateia, sorteios de brindes, cachorro quente, cerveja, telões gigantes em alta definição... É uma experiência sensacional que até quem não é muito chegado a esportes deve curtir.
Quer saber como foi a nossa experiência em jogo dos Yankees com a nossa bebê de um ano? Como chegar, onde comer, como comprar os ingressos, se dá pra levar carrinho... Contamos tudo nesse post do nosso blog Pezinho na Estrada.

CLIQUE AQUI PARA VER O POST COMPLETO da nossa experiência em um jogo dos Yankees com uma bebê de um ano.

Anna Karla Moura é editora do blog Pezinho na Estrada.

Mais textos do Pezinho na Estrada aqui.

Cinco passeios com crianças no Rio de Janeiro


Que o Rio é uma cidade maravilhosa, todos já sabem! Com uma geografia única -  entre o mar e a montanha - existe uma infinidade de atividades ao ar livre para desbravar a cidade. Mas isso não é só privilégio dos adultos, as crianças podem e devem acompanhar os adultos na grande maioria dos passeios.

Nesse post, selecionamos o que o Rio oferece de melhor, com a vantagem de que tudo pode ser feito numa boa por toda a família, incluindo as crianças.



Patricia Tayão é editora do Blog Viajar hei.

Mais textos do Viajar hei aqui.

Trilha no Complexo da Pedra do Baú

trilha do Bauzinho
vista do final da trilha do Bauzinho
Aproveitamos um feriado "avulso" no meio da semana para ir até um dos pontos turísticos mais famosos da região da serra da Mantiqueira: o complexo da Pedra do Baú, que fica dentro do Monumento Natural da Pedra do Baú, em São Bento do Sapucaí (MG).
O complexo é formado por três rochas: Bauzinho, Baú e Ana Chata. Nós fizemos a mais curta e mais fácil, a do Bauzinho, cujo pico fica a mais de 1800 m de altura. Um passeio maravilhoso, que começa já na viagem até lá, passando por estradas no meio da serra!

CONTINUE LENDO AQUI O POST NA ÍNTEGRA e veja todos os detalhes desse passeio!

Cintia Grininger é editora do blog Entre Mochilas e Malinhas

Mais textos do Entre Mochilas e Malinhas aqui.

Epopeia italiana conta a história da imigração na Serra Gaúcha



A Epopeia Italiana, em Bento Gonçalves, conta a história dos imigrantes que partiram do porto de Gênova, na segunda metade do século XIX, em busca de prosperidade no Brasil. Em um passeio de menos de uma hora, o visitante acompanha um show que mistura vídeo, som, luz, efeitos especiais e a apresentação de um ator que conta a história de Lázaro e Rosa, que deixaram a sua aldeia natal em direção ao Rio Grande do Sul.
Um belo programa para as crianças, que absorvem com facilidade uma parte importante e às vezes um pouco esquecida da história do país. E é também uma experiência transformadora para quem vai visitar a região de colonização italiana. Conhecendo a história, a comida, a bebida e os costumes adquirem um novo sentido.
A atração acaba de ser renovada, e conta com 2 mil metros quadrados de cenários reproduzindo a aldeia italiana, a viagem de navio e a chegada no Brasil.

CLIQUE AQUI para conhecer todos os detalhes e saber como conjugar esse passeio com o da Maria Fumaça, que fica ao lado.

Luciane Aquino é editora do blog Vou Viajar

Mais textos do Vou Viajar aqui

Onde comer e curtir a praia em José Ignacio no Uruguai


onde comer em Jose Ignacio Uruguai



Em família, um dos lugares mais especiais para curtir a praia e comer bem em José Ignacio é o famoso Parador La Huella. Para quem não conhece, José Ignacio é o vilarejo hippie chic praiano vizinho de Punta del Este no Uruguai. E o La Huella é o ponto de encontro de todos que visitam a praia do farol de José Ignacio. Confira no post do Café Viagem a experiência gastronômica em família e o astral mágico desse restaurante pé na areia e premiado em avaliações internacionais como um dos 50 melhores da América Latina.

DEVORE AQUI A MATÉRIA COMPLETA   

Alexandra Aranovich é editora do blog Café Viagem

Para que viajar?

Para que viajar?
nossa tradicional foto de início de viagem
O meu blog Entre Mochilas e Malinhas nasceu das perguntas dos amigos e conhecidos sobre as viagens que eu e marido, junto com nossos “malinhas” (dois filhos e um enteado), fazíamos. Em algumas, carregamos todo mundo; de vez em quando, viajamos a dois; na maioria delas, vamos em quatro. Gostamos de dizer que somos uma família “com rodinhas nos pés”. Viajamos muito mais do que podemos, e muito menos do que gostaríamos. E desconfio secretamente que a razão de ser do blog é, na verdade, convencer as pessoas que é uma delícia viajar em família.

Eu e marido não tivemos a oportunidade de viajar durante nossas infâncias, por razões financeiras e até culturais - poucos valorizavam isso há 40 anos, ainda mais quando o dinheiro era contado. Ainda hoje percebo uma certa incredulidade em algumas pessoas quando imaginam o quanto gastamos em viagens - imagino os pensamentos: "que desperdício, poderiam ter um carro melhor com esse dinheiro!", ou "poderiam investir em imóveis" (!!!), ou até "ela podia se vestir melhor ao invés de torrar dinheiro à toa" 😂

Quando eu era criança, o orçamento da minha família, do interior de SP, só permitia uma semana de praia no ano e olhe lá. De avião só fui viajar aos 24 anos, com meu próprio salário, e aí peguei gosto e não parei mais. Me convenci facilmente que é o dinheiro mais bem gasto do mundo. Solteira, viajei por vários estados do Brasil, conheci alguns países da América do Sul, EUA, estive na Europa algumas vezes - algumas vezes a trabalho, outras de férias, ou misturando os dois. A cada viagem eu percebia o tanto do mundo que ainda faltava conhecer.

a tranquilidade de quem não carregava malinhas (Paris, 2004)
Aos 30 e tantos conheci marido (que adora dizer que só se apaixonou porque eu também amava viajar) e juntamos nossas mochilas. Começava então nossa jornada juntos, marcada sempre por viagens: foi num quarto de hotel que me descobri grávida pela primeira vez; aos 2 meses nossa malinha fez sua primeira viagem, aos 6 meses viajou de avião pela primeira vez, aos 2 anos fez trilha conosco. E nosso caçula foi até "feito" numa viagem! Hoje, meu filho de 5 anos já conhece muito mais lugares do que eu conhecia aos 25.

quando éramos 2 (Porto de Galinhas, PE, 2008)
 quando éramos 3 (Rio de Janeiro, RJ, 2011)
já em 4 (São Lourenço, MG, 2014)
algumas vezes, em 5 (Ilha Grande, RJ, 2016)
Dá trabalho carregar as malinhas todas? Não vou mentir, dá muito mais trabalho que viajar sozinho ou a dois. Mas não é assim com a ma(pa)ternidade em geral? E assim como a ma(pa)ternidade modifica a gente, muda nosso olhar para o outro, nossa forma de se planejar, nossa visão de futuro, nossos desejos, viajar também amplia nossa visão e nos altera internamente.

literalmente carregando malinhas (Pantanal, MS, 2015)
Hoje posso dizer que tenho um olhar duplamente curioso ao pisar num lugar novo: vejo com meus olhos e com os dos pequenos, que com frequência me apontam o que passou despercebido. Sou bem menos egoísta, quando penso nas minhas crianças e no mundo que vão encontrar quando crescerem, nas pessoas com as quais vão conviver. Deixei de ser dona da verdade e tenho muito mais respeito por outros modos de viver diferentes dos meus. Sinto orgulho por poder dar aos meus filhos oportunidades que não tive e que nada têm a ver com posse de coisas materiais: estamos criando memórias afetivas, e eles criando repertório para lidar com esse mundão louco e lindo que vivemos.

rumo a Isla de Lobos (Punta del Este, Uruguai, 2015)
Por isso, quando alguém me pergunta: "dá trabalho?", ou ainda: "mas de que adianta viajar, se eles não vão se lembrar?", eu respondo: vale a pena. Dá trabalho, mas dá muito mais prazer. Talvez não se lembrem de detalhes, mas na memória deles vão ficar as risadas, as lágrimas, os abraços, que não teriam acontecido se estivéssemos só em casa. Vai ficar guardado o sentimento de viver intensamente em família, dormir e acordar juntos, ouvir sotaques e línguas diferentes. E mais que tudo: EU vou me lembrar. Eles vão crescer e alçar voo sozinhos um dia, criar outras memórias, fazer outras viagens, com outras pessoas, mas as minhas lembranças com eles pequeninos... ah, essas são ficar pra sempre comigo, não importa pra onde forem depois de grandes.

vendo peixinhos (Bombinhas, SC, 2014)
Aqui em casa acreditamos piamente que o mundo precisa cada vez mais de respeito e tolerância. Viajar, com a mente e o coração abertos, pode ser uma ferramenta de educação importantíssima. Perguntas e conversas inusitadas podem acontecer, criando conexões que nunca surgiriam dentro de casa. Nada substitui a presença e a experiência real, ainda mais para essas crianças nascidas já na era do celular.

Parque da Luz (São Paulo, SP, 2015)
Rebato também sempre quem acredita que viajar com crianças significa ir à Disney ou ficar em resort. Me desculpem os apaixonados pelo Mickey e companhia, mas a nossa lista de lugares pra ir é muito mais variada que isso. E me desculpem também os que conseguem bancar hotel bacana em todas as viagens... Qualquer lugar é bom com crianças, respeitando-se os limites delas (e os nossos também!). Museu é lugar de criança. Parque é lugar de criança. Ecoturismo é coisa de criança também. Adaptação é a palavra-chave, como em tudo na vida.

Beto Carrero World (Penha, SC, 2017)
Não sei como serão meus malinhas adultos. Nós pais temos influência limitada, para o bem e para o mal. Não sei se serão pessoas que gostam de viajar, se terão preguiça de sair de casa, se serão mochileiros, se vão preferir hostel ou resort, se viajarão com os próprios filhos ou não. Sei que estamos fazendo a nossa parte, tentando mostrar o mundo pra eles. E não sei eles, mas eu estou aproveitando demais!

Viagens das fotos desse post:

Rio de Janeiro a 4
Ilha Grande (RJ) com 3 malinhas
Pantanal com 3 malinhas
Uruguai em 7 dias
São Paulo - dicas de passeios curtos
Beto Carrero com 2 malinhas

Por Cintia Grininger

Silveira Ecovillage - dica de hotel em Garopaba para família



dica de hotel em Garopaba

Para quem procura uma dica de hotel em Garopaba (Santa Catarina), indico a Pousada Silveira Ecovillage. Tem apartamentos para famílias, excelente serviço, piscina térmica, sala de jogos e espaço kids. A grande atração é a vista panorâmica de Garopaba do deck da piscina. O hotel fica no topo do morro da Silveira - entre a Praia da Silveira e a Praia de Garopaba. Tem um conceito de hospedagem eco-sustentável.

LEIA AQUI A MATÉRIA COMPLETA  e confira esta dica especial de hotel em Garopaba

Alexandra Aranovich é editora do blog Café Viagem

Espanha com criança: Madri, Barcelona, Valência e Sevilha

Barcelona Espanha
Barcelona

O blog Descansa na Volta esteve na Espanha para um roteiro de 15 dias, sem carro, pelas cidades de Madri, Barcelona, Valência e Sevilha, e bate-volta nas cidades de Segóvia, Toledo e Córdoba. Além das atrações tradicionais incluiu um jogo do Real Madrid e um dia no Parque da Ferrari.
Confira as dicas de hotéis, atrações, transporte, e outras dicas úteis.

LEIA AQUI A MATÉRIA NA ÍNTEGRA


Angelica Figueiredo é editora do Blog Descansa na Volta.

Mais textos do Descansa na Volta aqui.

Quais as atrações mais procuradas dos Parques da Flórida?

Rivers of Light, uma das novidades do Animal Kingdom. Fonte da Imagem: Orlando Sentinel

Que os Parques de Orlando estão sempre se renovando já não é novidade, não é mesmo? Vide nossa ida para o Evento aqui no Rio para conhecer as novidades de 2018 dos parques da Disney, isso sem considerar as grandes inaugurações dos parques da Universal (com inovações como a Skull Island dedicada ao Kong e os hotéis que devem inaugurar na antiga área do Wet'n'Wild).

Com tanta coisa novinha por lá, a gente espera que as atrações mais antigas fiquem menos disputadas, mas isso nem sempre acontece. Infelizmente, a procura é tanta que o tempo de carregamento do brinquedo não dá conta da demanda e forma-se aquela fila e-nor-me que pode desanimar até os viajantes mais fanáticos!

Para os parques do Walt Disney World Resorts você pode lançar mão do agendamento prévio de até 3 atrações por dia usando o Fast Pass + (FP+), que é gratuito!! Mas para isso você deve já ter em mãos seu ingresso associado a sua conta no site da Disney para então ter acesso ao My Disney Experience e conseguir agendar suas atrações prediletas. Contudo, atente para o prazo: não-hóspedes Disney terão 30 dias de antecedência a data de visita ao parque para conseguir ver a janela de agendamento; enquanto que hóspedes Disney tem 60 dias! Uma grande vantagem, não é mesmo? 

Mas qual atração escolher dentre esses três preciosos fura-filas da Disney?  Bem, vamos por partes:

Infográfico das atrações mais concorridas
da Flórida.
- Magic Kingdom: Se você tem crianças no grupo, e claro que tem se não não estaria aqui rs, você vai querer visitar a atração Peter Pan's Flight, a atração é bem infantil, que você sobe num barco voador e percorre os cenários do filme, só que o tempo de carregamento do brinquedo é bem devagar, o que faz com que a fila chegue ficar com mais de 50 minutos dependendo da hora... Mas se seus filhos forem grandinhos, não recomendo gastar um FP+ com isso não... O queridinho de todos tem sido a montanha-russa familiar dos Sete Anões (a Seven Dwarfs Mine Train), que sem FP+ prepare-se para ficar pelo menos 1h na fila, se não mais!! E para os maiorzinhos a montanha-russa Big Thunder é uma atração imperdível! Quem gosta de se molhar não pode deixar de ir na Splash Mountain. Outra atração que também forma filas enormes é a Enchanted Tales with Belle, onde é possível viver algum papel dos contos da Princesa Bela. Veja mais dicas para agendar seu FP+ no Magic Kingdom aqui.

- EPCOT: A atração mais procurada atualmente, principalmente para aqueles que levam crianças até o parque, é Frozen Ever After, que substituiu Maelstrom na área da Noruega no World Showcase, e leva a todos para visitar Arendelle e as irmãs Anna e Elsa. E claro, as atrações tradicionais: Soarin' e Test Track continuam atraindo muitos visitantes. A Spaceship Earth, que funciona dentro da "grande bola de golfe" do parque é uma atração para toda família, com tempo de carregamento devagar, mas que não sei se eu gastaria um FP+ para ela não... E claro: para os corajosos a RELAUNCHED Mission: Space é uma atração must do! Há quem vá na fila Verde, que quase sempre está vazia, e a fila Laranja, onde você vai experimentar força G por alguns momentos e para alguns pode ser demais (para o lado negativo da coisa rs). Veja mais dicas para agendar seu FP+ no EPCOT aqui.

- Disney's Hollywood Studios: hoje o parque está vivendo uma grande reforma para trazer o Toy Story Land para Orlando e já adianto que assim que inaugurar você deve escolher uma das atrações para o seu FP+, pois a galera adora uma novidade e duvido que não terá filas longas nos primeiros meses após sua inauguração. Mas enquanto isso não acontece, as atrações que mais formam filas são: Toy Story Midway Mania!, Star Tours: The Adventure Continues, a Torre do Terror, o show das princesas Elsa e Anna (For the First Time in Forever) e a montanha-russa indoor Rock'n'Roller Coaster. Veja mais dicas para agendar seu FP+ no Hollywood Studios aqui.

- Disney's Animal Kingdom: este sem dúvida é o parque que mais se modificou nos últimos anos com a inauguração de Pandora, inspirada no filme Avatar de James Cameron. A nova área tem acumulado filas gigantescas! E por isso está praticamente impossível agendar o FP+ para as atrações Avatar - Flight of Passage e Na'Vi River Journey, a menos que você seja hóspede Disney, o que pode facilitar um bocado por causa da antecedência que se ganha com isso. O que se pode fazer é agendar outras atrações para garantir e ficar insistindo no My Disney Experience para ver se alguém cancela e conseguir essa brecha.Outras atrações que é interessante você agendar seu FP+ são: Kilimanjaro Safaris e Expedition Everest. Rivers of Journey pode ser uma boa, já que a área reservada garante seu espaço para ver o show que acontece no lago perto da Expedition Everest, apesar de eu raramente recomendar gastar FP+ para shows noturnos. Veja mais dicas para agendar seu FP+ no Animal Kingdom aqui.



Os demais parques da Flórida para ter direito a um fura-filas você vai ter que desembolsar uma graninha. Se você faz parte do grupo mão-de-vaca como eu, recomendo lançar mão da fila de Single Rider (que você preenche vaga vazia dos carrinhos, mas não consegue ir junto ao seu amigo) para aquelas atrações que as crianças não tem altura para ir, o que vai te dar vantagem de tempo e agilidade, algumas atrações é entrar, brincar e sair! Com crianças pequenas você "ganha" um fura-filas, pois você pode usar o Child Swap, quando um responsável fica com o menor numa salinha enquanto o outro vai se divertir, indo inclusive mais 3 acompanhantes. Nós usamos isso na última viagem para Orlando quando fomos com as meninas, com 1 e 4 anos de idade. A de 4 anos se esbaldava 2 vezes no mesmo brinquedo! O Child Swap funcionou bem nos parques da Universal. 

Agora se você faz questão de ir todo mundo junto, prepare-se para encarar um pouco de fila nas seguintes atrações:

- Universal Studios Orlando: Harry Potter and the Scape from Gringotts, Hollywood Rip Ride Rockit, Despicable Me Minion Mayhem, The Simpons Ride e, por incrível que pareça: E.T. Adventure! E claro, sempre vai ter uma fila no Hogwarts Express que liga este parque para o Islands of Adventures, tanto na ida, quanto na volta!

- Universal's Islands of Adventure: Harry Potter and the Forbidden Journey, Skull Island: Region of Kong, The Incredible Hulk Coaster, Jurassic Park River Adventure e Dudley Do-Right's Ripsaw Falls. Estas duas últimas atrações podem molhar e até ensopar! Vá preparado!

- Sea World Orlando: as montanhas-russas sempre são o grande atrativo do parque e as filas podem ficar grandes, mas raramente enormes, a menos que você vá em altíssima temporada. São elas: Manta, Mako, Kraken Unleashed. O show One Ocean sempre atrai bastante espectadores e a atração Journey to Atlantis também pode ter alguma fila.

- Busch Gardens Tampa: o parque das montanhas-russas que faz a cabeça dos mais corajosos! E claro, sempre vai ter alguma fila no parque (sugiro ir dia de semana para lá, já que fica a 1 hora de Orlando). As mais procuradas são: Sheikra, Cheetah Hunt, Falcon's Fury, Montu e a mais recente Cobra's Curse.

Para ler todos nossos posts sobre Orlando, clique aqui. 

Camila Faria é a responsável pelo Blog E aí, Férias!

Conhecendo a Usina Hidrelétrica de Itaipu: Visita Panorâmica

Visita Panorâmica Usina Hidrelétrica de Itaipu
Visita Panorâmica Usina Hidrelétrica de Itaipu

A Usina Hidrelétrica de Itaipu é uma das 7 maravilhas do mundo moderno e está situada em Foz do Iguaçu, Paraná. É considerada uma das maiores hidrelétricas do mundo e sua grandiosidade impressiona tanto pelo tamanho, quanto pela quantidade de energia gerada.
Visitar a Usina Hidrelétrica de Itaipu é possível e fácil: um dos passeios principais de quem visita Foz do Iguaçu é fazer a Visita Panorâmica, onde um ônibus de 2 andares percorre boa parte dos quase 8 kms de barragem nos levando até o topo, numa altura de 196 metros. De um lado o Rio Paraná, do outro lado, a imensidão do lago de mais de 1300 km².
Durante todo o trajeto são contadas histórias e informações da construção de Itaipu, reforçando sempre a sua importância na geração de energia.
Um passeio incrível e muito informativo para todos, principalmente para as crianças curiosas!

LEIA O TEXTO NA ÍNTEGRA SOBRE A VISITA PANORÂMICA DA USINA HIDRELÉTRICA DE ITAIPU E SE ENCANTE COM A GRANDIOSIDADE DESSA OBRA!


Aline é editora do Blog Vem que te Conto!.

Mais textos do Vem que te Conto! aqui.

As 10 melhores dicas para economizar em viagens

www.viajarhei.com

Se você ama viajar, mas está com o orçamento apertado, seus problemas acabaram! Nesse post vai a solução para você continuar viajando sem precisar entrar no cheque especial ou estourar o limite do seu cartão de crédito. Com alguns ajustes antes e durante sua viagem, você garante  férias tranquilas e uma volta sem absolutamente nenhuma dor de cabeça. A economia feita pode lhe garantir a próxima viagem!

LEIA O POST NA ÍNTEGRA AQUI

Patricia Tayão é editora do Blog Viajar hei.

Mais textos do Viajar hei aqui.

Museu do Ar e do Espaço: um lugar imperdível em Washington com filhos

O Museu do Ar e do Espaço não pode ficar de fora do roteiro de uma viagem em família para Washington DC. É muito interessante para as crianças e não menos para os adultos.

Nele encontramos foguetes, aviões, roupas de astronautas, jogos onde as crianças aprendem brincando. Testam gravidade, força, temperatura e tudo o mais que envolve o espaço sideral e aviação.

São 2 andares com amplas salas, para quem tem disponibilidade de tempo, pode passar uma manhã ou tarde inteiras nele. Nós ficamos 2 horas porque nosso tempo na cidade era pequeno, então os meninos escolheram as salas que tinham mais interesse para conhecer.

 1 - How Things Fly - São stands interativos com testes e simulações na hora.

2 - Explore the Universe - Telescópios e fotografias mostram como é o universo e atualizam os visitantes sobre as pesquisas que estão sendo realizadas.

3 - Exploring the Moon - Tudo sobre a missão Apollo à Lua. .

4 - Space Race - Conta como foi a chamada 'corrida espacial' entre EUA e URSS durante a Guerra Fria.

5 - Boeing Milestone Flying Hall - Tem o primeiro avião a jato americano, a cápsula Friendship Mercury 7 pilotada por John Glenn, o módulo de comando Apollo 11 e outras coisas bem interessantes.

6 - American by Air - Tem a cabine de um Boeing 747 onde podemos entrar. É um sucesso.

7 - Fly Simulator - Simulador de voo. Não está incluído no ingresso, é preciso pagar U$ 7 para ir.

As outras alas também são muito interessantes, passamos rapidamente para termos uma ideia, mas infelizmente tivermos que optar por aquelas que os meninos preferiram.

Fomos para Washington no mês de dezembro, estava muito frio e pegamos chuva, isso atrapalhou um pouco nossa programação, demoramos mais em alguns lugares do que imaginávamos, mas deixou um gostinho de quero mais e com certeza voltaremos.

LEIA AQUI O POST NA ÍNTEGRA 

Cynara Vianna escreve no Blog Cantinho de Ná

Tiradentes com crianças

Estrada Real, Tiradentes, Minas Gerais
Carimbando nossos passaportes da Estrada Real em Tiradentes.

Tiradentes é uma das cidades que fazem parte do Caminho Velho, um dos circuito turísticos da Estrada Real. A cidade, que foi fundada como Arraial Velho de Santo Antônio, Vila de São José do Rio das Mortes, e até mesmo São José del-Rei, somente foi renomeada como Tiradentes após a Proclamação da República, em 1889, em homenagem ao mártir inconfidente.

A cidade respira história e é atraente principalmente para crianças em idade escolar, que vão adorar fazer o passeio de Maria Fumaça até a cidade de São João del-Rei e caminhar pelas ruas de seu centro histórico. Se curtir fazer caminhadas ou procurar cachoeiras, uma visita a Serra de São José pode ser considerada.

Ah! E se alguém curtir artesanato, estica até Bichinho, te garanto que vai amar as lojinhas de lá.

Para ler o post completo sobre Tiradentes, clique aqui. 

Camila Faria é a responsável pelo Blog E aí, Férias!

HOTÉIS PERFEITOS PARA CRIANÇAS